Mantras

Um Mantra é uma palavra ou um conjunto de palavras que possuem uma vibração especial e que induzem a um estado de consciência diferente na pessoa que o recita.

Os Mantras são utilizados geralmente na meditação. Escritos normalmente em sânscrito ou em tibetano, embora também possamos utilizar Mantras em nosso próprio idioma. Diz-se que os Mantras dissolvem as impurezas e contribuem com luz para o espírito.

Para muitos praticantes budistas e hinduístas o "mantra" possui uma dimensão mágica: salva de perigos, ajuda nas doenças, consola nas desgraças e ajuda a superar uma infinidade de problemas cotidianos. Cada mantra gera uma vibração especial que trabalha sobre aspectos concretos do nosso ser.

Etimologicamente, a palavra "mantra" deriva de dois termos sânscritos. "Man" que significa "mente" e "Tra" que significa "liberar". Assim, "mantra" significa "liberar a mente".

O mantra ajuda-nos à liberação do diálogo interno involuntário para assim podermos aceder a estados superiores de consciência. É a teoria de tirar um prego com outro prego. Se você medita com frequência, se dará conta de que o seu estado nem sempre é o mesmo, e que há dias em que umas técnicas de meditação funcionam melhor que outras. Por exemplo, se habitualmente medita observando a respiração, recitar um mantra pode ajudá-lo nos dias em que a sua mente esteja mais agitada.

Uma das maravilhas do mantra é que ele tem uma dupla função. Por um lado nos ajuda a acalmar a mente e entrar em meditação, e além disso tem uma qualidade vibracional que age diretamente sobre nós, tanto fisicamente, mentalmente, emocionalmente e espiritualmente.

Enquanto prática é mantras maravilhosos, chega um ponto em que o silêncio interior total e absoluta é necessária. Um mantra pode nos parte da maneira ajudar, mas não nos levar até o fim.

 

Como funcionam os Mantras?

Os Mantras utilizam os mesmos canais subliminares que a música e os anúncios publicitários, embora com intenções muito mais benéficas. Cada vocal e consoante produzem uma vibração particular que faz ressonância com energias da mesma vibração, proporcionando harmonia através do som.

Poder-se-ia dizer que um mantra é como a música de uma flauta de um encantador de serpentes; mas em vez de mergulharmos em um estado inferior de consciência, como acontece com a serpente, o mantra nos leva para estados superiores de consciência.

 

Como utilizar os Mantras?

Simplesmente repetindo uma e outra vez o mantra em voz alta ou interiormente. Diz-se que os Mantras repetidos em voz alta afetam mais aos assuntos do mundo da matéria, aos Chakras inferiores. Quando repetidos em voz baixa chegam aos nossos aspetos mais sutis, relacionados com os Chakras superiores. Uma boa maneira de trabalhar com os Mantras é começar recitando o mesmo em voz alta várias vezes e terminar recitando-o interiormente.

Não é necessário pensar no significado do mantra enquanto se recita. Além disso, é melhor se não o fizer. Simplesmente foca a sua atenção no mantra em si mesmo, na sua sonoridade. Se desejar, você também pode visualizar as sílabas do mantra enquanto as repete. Podemos repeti-los de maneira rápida; assim, fica mais difícil para a mente "meter o nariz no meio", ou repeti-los lentamente captando os matizes do som e da vibração.

Os Mantras podem ser pronunciados de modo neutro, isto é, como se falássemos normalmente, ou podemos acompanhá-los com uma melodia. Esta última forma pode produzir-nos um estímulo mais agradável na hora de trabalhar com um mantra e o fator vibratório da música terá mais peso.

A prática de Mantras é milenar e está cheia de mistérios, longe de querer desvendar nada, esta seção pretende servir como ponto de partida a todas aquelas pessoas que nunca tenham feito um trabalho com os Mantras. Se trabalhar com os Mantras, um pouquinho a cada dia, logo você se dará conta da sua magia e da sua enorme eficácia. Vejamos agora alguns exemplos.

Mantras tradicionais 

OM ou AUM: O grande som primordial, o som originário a partir do qual o universo foi criado, o som de todos os sons juntos. Simboliza Deus e engloba os outros Mantras. Existem várias maneiras de pronunciá-lo, dependendo da escola ou da linhagem espiritual. Por exemplo, nas escolas Tântricas pronunciam "O" (fazendo um "a" ou a partir de um "a", ou seja, encontrando o ponto onde nem é "a" nem é "o", mas sim as duas coisas) e "M (pronunciado como "ng", ou seja, o "m" continua sendo nasal mas acrescentam-lhe a vibração do véu palatino). Em outras escolas simplesmente é pronunciado tal e como se escreve “OM”, em algumas “AUM” ou “AOM”, ou até “UM”. É costume repeti-lo no mínimo três vezes antes de começar uma meditação, alguma prática espiritual ou simplesmente ao iniciar o dia.

Símbolo ou Yantra

Exemplo do mantra cantado

Símbolo Om

"Om" por Deva Premal & Miten

OM AH HUM:Antigo mantra sânscrito que encarna a figura da Padmasambhava. Também conhecido como o mantra do Guru Rinpoche. Muitos Mantras fazem referência a Santos ou divindades. São Mantras de tripla ação: por um lado, a vibração curativa do som; por outro, nos ajudam a entrar em meditação e por último, nos permitem alinhar-nos com a figura de algum ser muito evoluído que nos ajudará em nosso caminho. Este mantra, OM AH HUM, serve concretamente para purificar o ambiente, todos os seres que nele existam e a própria pessoa. Representa também os três aspectos da divindade e nos ajuda a obter a nossa compreensão deles. É a versão abreviada de um mantra mais longo: OM AH HUNG BENZA GURU PEMA SIDDHI HUNG.

Guru Rinpoche

Exemplo do mantra cantado

Padmasambhava deidad budista tambien conocida como Guru Rimpoche

"Guru Rimpoche" por Deva Premal & Miten

OM MANI PADME HUM: É um mantra budista muito conhecido. Significa "a joia que habita dentro do lótus". “Mani Padme” representa a joia do lótus, a sabedoria essencial dos ensinamentos budistas, a essência divina, enquanto “Hum” representa a realidade ilimitada encarnada dentro dos limites do ser individual. Deste modo, “Hum” unifica o individual com o universal. É um mantra que favorece o florescimento da compaixão. A compaixão é um sentimento muito nobre com um alto grau de vibração. É difícil conseguir gerar a verdadeira compaixão, já que o nosso ego tenta sempre intrometer-se. É necessário alcançar um alto nível evolutivo para poder gerar verdadeira compaixão, amor, alegria ou paz interior. Este mantra nos pode ajudar a chegar a isso. Concretamente, este mantra invoca o Buda Avalokiteshvara ou Buda da Compaixão.

Símbolo ou Yantra

Exemplo do mantra cantado

Om Mani Padme Hum escrito en tibetano

"Om Mani Padme Hum" por Monjes Budistas

GATE GATE PARAGATE PARASAMGATE BODHI SVAHA: Para mim, é um dos Mantras mais bonitos e mais potentes que experimentei. Suponho que cada um deve encontrar os seus próprios disparadores, e este mantra pode ser um deles. Este mantra resume a essência do Sutra do Coração e desperta em nós o verdadeiro amor e a sabedoria eterna.

Prajnaparamita

Exemplo do mantra cantado

Prajnaparamita

"Gate Gate " por Deva Premal & Miten

OM TARE TUTTARE TURE SOHA: Este mantra invoca a amorosa presença da Tara Verde, uma divindade budista. Tara é a energia feminina iluminada, representa a sabedoria ativa, ágil e prática. É essa energia veloz e imediata que está presente no momento necessário. Tara é a grande libertadora, libera-nos de tudo aquilo de que sentimos temor. Este mantra também pode ser usado como apoio energético e perante qualquer situação de perigo.

Tara Verde

Exemplo do mantra cantado

Tara Verde

"Om Tare Tuttare " por Deva Premal & Miten

TEYATA OM BEKANDSE BEKANDSE MAHA BEKANDSE RANDSA SAMUD GATE SOHA: Este mantra invoca a divindade budista conhecida como o Buda da Medicina ou, em tibetano, Snagye Mela. É muito adequado para ser recitado quando se aplica Reiki ou em qualquer processo de cura.

O Buda da Medicina

Exemplo do mantra cantado

Buda de la Medicina

"Teyata" por Deva Premal & Miten

SO' HAM: Mantra silencioso que deve ser repetido coordenado com a respiração. Ou seja, “SO” ao inspirar e “HAM” ao expirar. Os Mantras compostos por duas sílabas, geralmente são utilizados desta forma. “SO HAM” significa "Eu Sou", um apelo à nossa verdadeira essência, à nossa verdadeira identidade, para além deste mundo. Quando tiramos todas as nossas capas efêmeras somente fica o verdadeiro, o eterno, o inominável. Este mantra nos ajudará a descobrir quem somos e a nossa verdadeira natureza.

OM NAMAH SHIVAYA: Significa "no nome do Shiva". É um dos muitos Mantras que invocam nomes de divindades, neste caso a divindade hindu Shiva.

OM RAM RAMAYA: Mantra que invoca a divindade hindu Rama.

OM SHANTI SHANTI SHANTI: “OM” faz referência à Divindade e “SHANTI” significa Paz, Paz Interior, naturalmente.

Gayatri Mantra. É o mantra mais antigo que se conhece. O sábio Viswamitra descobriu o mantra chamado Gayatri, que se dirige à energia do Sol, Surya. Este mantra tem uma potencialidade infinita. É uma fórmula vibrante. Possui imensos poderes, poderes que são realmente assombrosos, porque o Sol é a divindade que o preside. O mantra Gayatri é a oração universal contida nos Vedas, as escrituras sagradas da Índia. É dirigido à Divindade imanente e transcendente, à qual lhe deu o nome da Savita, que significa "aquilo do qual tudo nasce". O Gayatri é considerado como “vedasara” ou a essência dos Vedas. “Veda” significa “conhecimento” e a oração impulsiona e intensifica a faculdade que produz o conhecimento. Tradicionalmente é costume repeti-lo três vezes ao dia: ao amanhecer, ao meio-dia e ao anoitecer. É um mantra muito poderoso e transformador.

Mantra

Tradução

Om Bhur Buvah svaha
Thath savithur varenyam
Bhargo devasya dhimahi
Dhiyo yonah prachodayat

Oh grande Luz do Universo

Oh grande removedor da dor e da tristeza

Descei Vossa Luz ao nosso intelecto

Para que possamos saber a direção correta!

 

Mantra em sânscrito

Exemplo do mantra cantado

Gayatri Mantra escrito en Sánscrito

"Gayatri Mantra" por Deva Premal & Miten

 

Mantras relacionados com os Chakras

Primeiro Chakra (Mulhadara):

LAM

Segundo Chakra (Swadhisthana):

VAM

Terceiro Chakra (Manipura):

RAM

Quarto Chakra (Anahata):

YAM

Quinto Chakra (Vishuda):

HAM

Sexto Chakra (Ajna):

OM

Sétimo Chakra (Sahasrara):

N (nasal)

Reiki Activo conta com a autorização e o carinho de Deva Premal & Miten para usar os fragmentos das canções deste maravilhoso grupo de canto de mantras. Se deseja mais informação sobre este grupo pode clicar no seguinte link:  http://www.mitendevapremal.com/.

Artigo escrito por Miquel Vidal.